25 de agosto de 2010

[Filme] A Outra



Título no Brasil:  A Outra
Título Original:  The Other Boleyn Girl
País de Origem:  Inglaterra / EUA
Gênero:  Drama / Romance
Classificação etária: 14 anos
Tempo de Duração: 115 minutos
Ano de Lançamento:  2008
Direção: Justin Chadwick

Sinopse: Uma fascinante e sensual história de intriga, romance e traição. Duas irmãs, Anne (Natalie Portman) e Mary (Scarlett Johansson) Bolena conduzidas pela ambição da família, na busca pelo poder e status se envolvem em um jogo, onde o amor e a atenção do rei da Inglaterra é o objetivo. Jogadas na perigosa e excitante vida da corte, o que era para ser uma tentativa de ajuda à família, transforma-se em uma cruel rivalidade entre irmãs.

  • Minha Opinião:
A noite passada cometi a loucura de assistir vários filmes até de madrugada, mesmo tendo que ir trabalhar hoje pela manhã. Mas quando começo a assistir, não consigo parar, claro, se o filme for bom. Daqueles que assisti, o que mais gostei é esse que estou postando para vocês. Primeiro que amo esse cenário antigo e tão fascinante, e segundo, adoro filmes que narram histórias reais. 

O filme A Outra, conta a história da famosa Ana Bolena e sua irmã Maria Bolena. Ana era uma mulher de personalidade forte, com vontades próprias e com uma consciência muito diferente do que era esperado para a época. Essa personalidade mostrou algumas vezes certa crueldade. Mas a sua importância na história foi muito grande, pois foi por ela, que o rei Henrique se desligou da Igreja Católica, ao se separar da rainha Catarina, e criou a Igreja Anglicana.
Maria era muito diferente de sua irmã Ana, ela era tímida, carinhosa e inocente. Ao se tornar amante do rei, não teve como evitar se apaixonar por ele, e por isso sofreu quando ele a deixou para ficar com sua irmã. O que antes era amor de irmãs, havia se transformado em ódio e competição. Mas isso não durou muito, pois as duas precisavam uma da outra para passar pelas dificieis situações que a corte exige.

Confesso que amei as duas personagens, mesmo Maria sendo tão inocente, não há como não gostar de uma pessoa tão carinhosa e protetora com a família. E Ana eu a admiro pela sua personalidade tão forte, pela busca constante pelos seus desejos e ambições, sua esperteza e mente sagaz. O que sobra nessa história é o rei Henrique, que apenas coleciona amantes, e as descarta quando bem entende. Pelo menos ele é bonito, "dá" um bom "caldo"...hehe.

Existem vários livros que narram a história de Ana Bolena e outro que narra a história de Maria intitulado "A irmã de Ana Bolena" da autora Philippa Gregory. Enfim, é uma história fascinante que vale a pena assistir ou ler. Recomendo!!!

 

4 comentários:

  1. Assisti esse filme há pouco tempo em DVD. Na verdade, tem quase um ano que assisti esse filme. Quando ele passou na TV até falei que ia ver, mas não estava nem um pouco afim de chorar.

    Eu assisti esse filme por indicação de um amigo que disse que a história da famosa Ana Bolena (eu a adoro, mesmo não tendo tido a oportunidade de conhecê-la)era muito boa apesar de triste.

    Por curiosidade, aluguei o filme, mas não tenho a mínima intenção de voltar a vê-lo...rsrsrs... Não que seja ruim, pelo contrário, a história é muito bem feita, real, e com personagens brilhantes, mas despertou meu ódio adormecido pela hipócrita e cruel sociedade desses séculos atrás. Tanta maldade, tanta ambição e falta de amor me deixa furiosa e eu gostaria que aquele rei miserável fosse enforcado também. Tanto amor dizia sentir por ela, mas a acondneou a morte. Condenou a mãe de sua filha à morte! Dizer que isso me revolta é pouco! Eu gostaria de ter tido a oportunidade de matar esse desgraçado com minhas próprias mãos.

    Ele não era digno do amor de nenhuma mulher, mas ganhou os das duas irmãs.

    Eu tbm gostei da Maria, mas prefiro a Ana. Maria era casada e mesmo assim foi amante do rei. Tudo bem que a Ana também se casou, mas seu casamento foi anulado... Isso é outra coisa que me revolta! Eles pareciam deuses que tinham o direito de infernizar e destruir quem quisessem! Acho que as pessoas tem o direito de decidir o que querem fazer de suas vids... Mas naquela época eram os homens quem mandavam... E as mulheres tinham que ser capacho se quisessem.

    Ana se sentia rejeitada e queria provar para todos que podia ser rainha e alcançar todos os seus objetivos. Não queria ser ofuscada pelo brilho da irmã e não mediu as consequências dos seus atos... Mas no final, foi julgada e condenada por um crime que não cometeu e enforcada em praça pública.

    Muita maldade difícil de aceitar... Na verdade, impossível de aceitar.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oii
    Tem 2 Selinhos pr vc no meu Blog!
    Passe por lá e leve!!

    =)

    Visitem, comentem, sigam e aproveitem o meu blog:
    http://malucosdaleitura.blogspot.com/
    ...
    ♥ ... Bem sei que me AdoraM ...♥
    ...
    XoXo

    ResponderExcluir
  3. Nossa Esse filme é MARAVILHOSO...sou apaixonada por ele...fiz resenha lá no Livros Roma^nticos passa por lá e confere...kkkkk

    CONVITE:

    Convido-lhe para um Tour pelo mundo gótico...

    Conheça>>>

    www.darkromances.blogspot.com

    .................................

    By: Lady Rá

    ResponderExcluir
  4. *Corrigindo algo que coloquei no meu comentário: ela não foi enforcada e sim decapitada! rsrs...

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, espero que tenha gostado desse espaço.

E fique a vontade para comentar.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger